Culto ao vivo Domingo 19:00hs (Horário de Brasília)

O dia da Bíblia – Porque este livro é a palavra de Deus

No livro chamado “Não Tenho Fé Suficiente para Ser Ateu”, o Dr. Norman L. Geisler afirma que o grande problema na grande maioria das pessoas que resistem confiar na Bíblia como Palavra de Deus, bem como na existência do próprio Deus, não se trata de argumentos lógicos baseados em fatos suficientes para que a pessoa compreenda, e creia, mas sim no que ele chama de “indisposição mental para crer”.

Se trata, portanto, de algo de caráter muito mais emocional/afetivo do que puramente racional, dado ao fato de que racionalmente há motivos suficientes para confiar na inspiração bíblica como Palavra de Deus, bem como no próprio Deus.

Outro renomado autor, o Dr. William L. Craig, na obra “Apologética para Questões Difíceis da Vida”, apresenta uma posição que faz eco a afirmação do Dr. Geisler, quando diz:

“Perceba que, para muitas pessoas, o problema do mal não é realmente um problema intelectual: é um problema emocional”.

Em outras palavras, Craig ao lidar com o problema do sofrimento no mundo lado a existência de um Deus soberano, após refutar os principais argumentos, ele diz que racionalmente o mal não contraria a fé em Deus, sendo a resistência dos Ateus muito mais emocional do que intelectual.

Essa constatação também se aplica para muitos que resistem em confiar na Bíblia como Palavra de Deus, tendo em vista que ela reivindica sua autoridade como fruto da vontade do próprio Deus, se autodeclarando inspirada por Ele.

Por isso fazemos apelo para que o leitor tenha “disposição mental”, no sentido de colocar de lado, momentaneamente, suas impressões particulares, para conseguir analisar o conteúdo com o máximo de imparcialidade emocional possível.

Está claro, portanto, que esse texto não serve apenas de fortalecimento da fé para os que já são cristãos em comemoração ao Dia da Bíblia, mas também um chamado para a fé cristã, a todos que desejam saber a razão da Bíblia ser, de fato, a única Palavra de Deus.